Como cuidar de orquídeas?

 

Como cuidar de orquideasVocê que é um apaixonado por orquídeas, mas não tem muita experiência no assunto ou quer simplesmente iniciar a sua criação, aproveite as nossas dicas essenciais para descobrir como cuidar de orquídeas. Muitas pessoas pensam que para manter suas orquídeas com aspecto saudável é necessário a compra de diversos produtos químicos, o que não é verdade.

Tomando alguns cuidados essenciais e ficando atento aos sinais que a planta dá, é possível manter essas flores bonitas e plantar orquídeas sadias e viçosas. Para saber como cultivar orquídeas é necessário obter um certo número de informações que não é possível disponibilizar completamente em apenas um artigo.

Para ajudar nossos visitantes que estão inciando no cultivo de orquídeas saiba que nosso site disponibiliza um curso GRATUITO de 10 lições por email explicando em detalhes como cuidar de orquídeas. No curso passamos diversas dicas importantes além de conselhos para evitar os erros mais comuns cometidos por cultivadores. Se desejar receber a primeira lição basta colocar seus dados logo ao lado.

 

Como cutivar orquídeas?

O conselho mais importante para quem  cultivar orquídeas é entender que quanto mais somos capazes de reproduzir as condições do ambiente natural da for melhor será a qualidade de vida da planta. A orquídea é uma flor delicada que exige carinho e atenção mas que presenteia seu jardim com lindas flores.

Existem diferentes espécies de orquídeas e tipos de orquídeas mas podemos dizer que em sua maior parte na natureza estas flores vivem em ambientes de pouca luz, apoiadas em árvores e escondidas do sol por galhos e folhas. Outra característica do ambiente ideal para orquídeas é a humidade, esta flor é mais presente nos trópicos e retira boa parte da água que precisa diretamente do ar.

Mas e como cultivar orquídeas em nossos jardins?

Como_plantar_orquideas1Primeiramente, você deve pensar onde sua orquídea irá ficar. É muito importante dar preferência a vasos de barro ao invés de plástico, pois esses primeiros são feitos com substâncias mais porosas, drenando mais a água. Ao escolher vasos de plástico, fique atento para que sua planta não fique encharcada.

Como regar orquídeas? em relação a regas, é importante lembrar que orquídeas gostam de água, desde que seja de maneira equilibrada: nem muito pouco, mas também não demasiadamente. Regue o solo da planta, fazendo com que fique nitidamente úmido. Noverão, essa operação deverá ser repetida de duas a três vezes semanalmente, dependendo da umidade do ar.

Nos dias mais quentes os cultivadores com mais experiência têm como costume molhar o chão do orquídário para que o vapor resultante foneça a correta quantidade de água para a orquídea. Vale lembrar que a maior causa de morte de orquídeas se deve ao fato de receber água em demasia.

No inverno, de uma a duas vezes por semana já é o suficiente. Para checar se já é hora de regar sua orquídea novamente, coloque seu dedo indicador no solo da planta: se estiver úmido, ainda não necessita de mais água; se estiver totalmente seco, esse é o momento de regar a planta mais uma vez.

É essencial levar em conta que atualmente existem cerca de 35 mil espécies de orquídeas no mundo, então cada caso pode pedir cuidados diferenciados. Algumas  orquídeas, por exemplo possuem mais capacidade de reter a água em sua raiz do que outras. Portanto, a chave do sucesso é ficar atento às condições climáticas e ver o quanto de água sua planta necessita por dia, não deixando nunca seu substrato completamente seco.

Luminosidade correta para orquídeas

Como regar orquideasOrquídeas gostam de lugares amenos, protegidas da luz direta do sol. Portanto, deixe suas orquídeas em lugares mais frescos, que tenham luminosidade, mas não contato direto com o sol caso contrário elas ficarão desidratadas.  Essas plantas costumam gostar dos primeiros raios da manhã, portanto, se você quiser que elas peguem sol, lembre-se de fazer isso logo cedo.

Se você perceber que as folhas da orquídea estão ficando amarelas é sinal de que a orquídea está recebendo muita luz, neste caso mude a planta de local. Se a luz é proveniente de uma janela é importante que você tenha um sistema de sombreamento, algo que pode ser obtido com uma cortina transparente.

Mas ao ver as flores das orquídeas caindo não se assuste: as orquídeas passam por um processo chamado chamado “repouso”, onde suas flores caem e a planta entra em um período de “dormência”. Esse é o momento em que a orquídea passa alguns meses descansando e recuperando suas energias, para que logo possa florescer novamente.

Nesse período, não tente estimular a planta com adubos ou outros produtos químicos para que ela cresça rapidamente. Respeite esse tempo, lembre-se que orquídeas são plantas cujo crescimento é lento.

Adubação de orquídeas

O adubo para orquídeas é sempre um assunto importante: você precisa equilibrar a quantidade de adubo oferecida já que a orquídea como qualquer outra planta precisa de nutrientes para crescer.  Assim com o excesso de água,  o exagero de adubo é pior do que a falta dele e pode prejudicar a sua flor.

Como cada tipo de adubo exige dosagens e aplicações diferentes você deverá ler atentamente as instruções contidas nas embalagens dos produtos.  A adubação do solo pode se feita de manhã ou ao entardecer. Dê preferência a adubos orgânicos pois estes respeitam mais as características naturais da flor.

adubo para orquideasApós ler atentamente as instruções do fabricante, dependendo do tipo de fertilizante escolhido você poderá aplicá-lo colocando a quantidade recomendada num canto do vaso pois dessa forma o  adubo irá dissolver-se aos poucos, liberando nutrientes a cada irrigação.

Outra possibilidade é  diluir a quantidade recomendada aplicando na água da rega, diretamente no solo. A adubação foliar deverá ser feita somente ao entardecer.

Dica: de vinte a quinze minutos antes da adubação, pulverize a planta com água. Este procedimento faz com que as células das folhas responsáveis pela absorção dos nutrientes se abram.

Após esse procedimento, pulverize com adubo nas dosagens recomendadas pelo fabricante (não pulverize as flores). Como dissemos anteriormente os adubos orgânicos são mais seguros e com riscos muito menores de você matar a planta por excesso de adubação, sendo que os mais indicados são a torta de mamona e a farinha de osso. Você encontrará os adubos que atendam melhor as suas necessidades em casas especializadas.

Orquídeas: cuidados adicionais

tipos de orquideasO controle adequado da iluminação, umidade e adubação podem favorecer ou não o surgimento de doenças. Para evitar a propagação de parasita de uma orquídea para outra é recomendado manter uma distancia de pelo menos 20 cm de um vaso para outro. Caso haja uma planta doente, recomenda-se a remoção imediata da mesma, para que ela não passe a doença para as outras.

Quando for realizar cortes com uma tesoura ou faca sempre lembre-se de esterelizar o instrumento para evitar a propagação de doenças. Utilize uma chama de um isqueiro ou fogão e passe rapidamente pelo metal antes do corte.

Como você pode ver existem muitos fatores que influenciam no cultivo de orquídeas.  Recebemos muitos contatos diariamente com perguntas sobre o cultivo de orquídeas para iniciantes, mas se você quiser saber tudo sobre como cuidar de orquídeas  solicite o curso gratuito  indicando seus dados logo abaixo, desta forma teremos a possibilidade de lhe passar um número maior de informações sobre como cuidar de orquídeas e lhe ajudar a evitar os erros mais comuns que podem atrapalhar o cultivo desta linda flor.