Orquideas Raras

Orquídeas Raras

 

Orquídeas raras são aquelas espécies da família das orquídeas que não são encontradas facilmente na natureza, ou são difíceis de serem reproduzidas em laboratório. Normalmente, uma orquídea rara produz sementes estéreis, o que impede a sua reprodução natural e também dificulta a sobrevivência da planta.

orquideas raras

As especies raras de orquideas, geralmente, são as orquídeas que são cultivadas com intenção e valor comercial, o que as torna muito caras. Não são todos os orquidarios que cultivam as orquídeas raras, pois muitas delas são encontradas apenas em alguns locais específicos do mundo.

Em muitos casos, as espécies raras de orquídeas são consideradas pelos orquidófilos as espécies mais bonitas e encantadoras, porém um pouco difíceis. Não é somente pelo fato de serem difíceis de encontrar que as torna de difícil acesso ao cultivo, mas também pelo fato de custarem muitos milhares de reais por cada muda de orquídea.

As orquídeas raras são exemplares de pura beleza. Algumas delas são de difícil cultivo, principalmente por não serem tão conhecidas, mas, por isso, criamos um cursinho gratuito que lhe ensina todos os passos para cultivar todos os tipos de orquideas. Para você se inscrever é só deixar seus dados no box ao lado.

Especies de orquideas raras

As especies de orquideas raras são extremamente bonitas e diversificadas. Continue a leitura, pois agora iremos lhe apresentar algumas dessas espécies.

Começaremos pela orquídea Cattleya Walkeriana “Feiticeira”, uma orquídea brasileira conhecida por ser muito bela e de difícil reprodução por causa das sementes estéreis, que não permite a reprodução em laboratório. Uma característica marcante dessa espécie é a sua simetria perfeita em forma de gota.

orquideas raras cattleya walkeriana tipo feiticeira

Outra espécie originária do Brasil é a orquídea Cattleya Labiata, conhecida popularmente como “Rainha do Nordeste”. Ela é uma espécie epífita que participa da maior parte dos cruzamentos entre Cattleyas, por causa de sua ótima armação e perfume. Suas flores medem entre 20 e 25 centímetros com diversas colorações de lilás.

A Sapatinho de Senhora também é uma das espécies de orquídeas raras do mundo. Infelizmente, ela também produz sementes estéreis que não oferecem alimento para a orquídea crescer. Porém, ela possui uma relação simbiótica com um fungo que fornece todos os nutrientes necessários. É uma espécie de orquidea terrestre que precisa ser cultivada em locais úmidos e com alta luminosidade.

A espécie de mini orquídea mais rara do mundo é a Pleurothallis Parvifolia, uma mini orquídea muito pequena, com flores que medem cerca de 5 milímetros e pode ser plantada em uma rolha. Quando está crescendo é quase impossível de se enxergar seus pequenos brotos. No Brasil, ela pode ser encontrada na região norte.

Por fim, a última espécie que iremos apresentar é conhecida como a maior orquídea do mundo, do gênero Grammatophyllum Speciosum. Uma orquídea que naturalmente chega aos 2,5 metros de altura, com 19 hastes florais que chegam a 3 metros e um total de 400 flores. É originária da Malásia, mas no Brasil ela floresceu em Brasília.

Orquídeas raras : dicas de cuidados

As orquídeas raras assim como qualquer outro tipo de orquídea necessitam de cuidados. Muitos cultivadores e colecionadores dizem que a melhor forma de cultivar uma orquídea é tentando reproduzir as condições naturais em que ela nasce e se desenvolve na natureza. Contudo, quando se trata de variedades de orquídeas raras, é um pouco difícil de generalizar os cuidados e fornecer exatamente o que ela precisa.

orquidea rara pato

O que se pode dizer sobre cuidados com orquidias é que elas são de um gênero botânico que precisam estar sempre em ambientes com umidade. Quando não se consegue reproduzir esse ambiente, os cultivadores devem compensar com as regas, sempre cuidando a frequência de acordo com o clima onde a orquídea está.

 

Além disso, a luminosidade é o fator importante para o crescimento das orquídeas. Apesar de muitas espécies de orquídeas não suportarem luz intensa, é importante deixa-las recebendo luz solar indireta pelo período da manhã. Isso influencia na floração das orquídeas.

Essas são duas dicas de cuidados que podem ser generalizadas para todo o gênero das orquídeas. Contudo, cada espécime possui suas particularidades e características, e por isso, existem cuidados específicos de cada espécie. Com o objetivo de agradecer pela sua visita, disponibilizamos um cursinho gratuito com todos os cuidados que ensinam como você pode cultivar orquideas lindas. Basta deixar seus dados no link abaixo para se inscrever e receber já a primeira lição no seu e-mail. Obrigada pela sua visita!

Previous post:

Next post: