Cultivar Orquídeas no Nordeste

Cultivar Orquídeas no Nordeste

Cultivar orquídeas no Nordeste é uma prática que demanda muita atenção e carinho por parte de seus cuidadores, mas para que sua orquídea floresça e viva por muitos anos, há alguns cuidados especiais que devem ser tomados quanto ao cultivo na região do Nordeste.

Cultivar Orquídeas no Nordeste

Como o Nordeste é uma região que possui três diferentes climas, variando entre Litorâneo Úmido, Tropical e Tropical Semiárido, algumas regiões são mais propícias para se cultivar orquídeas do que outras. Porém, respeitando corretamente as necessidades da sua plantinha ela crescerá com muito vigor!

O primeiro cuidado que você deve ter ao cultivar orquídea no Nordeste, é analisar onde será o cantinho dela na sua casa e conferir se ali ela será exposta diretamente a luz solar. Algumas orquídeas comuns de serem encontradas no Nordeste, como por exemplo a Cattleya labiata, também conhecida como Rainha do Sertão, crescem em ambientes mais sombreados, portanto se forem expostas a forte luminosidade poderão sofrer queimaduras em suas folhas, sendo porta de entrada para fungos e outras bactérias. Por isso, o correto é deixar sua orquídea de uma a duas horas por dia no sol da manhã que é mais fraco, e depois colocá-la onde não há tanta luminosidade.

Cultivar Orquídeas no Nordeste: A Influência da Temperatura na Floração

Cultivar Orquídeas no Nordeste

Outro fator determinante para a sua orquídea florir, é a variação de temperatura. Pode parecer um tanto quanto estranho, mas as orquídeas precisam sofrer um “estresse térmico” para que floresçam. Elas não gostam de temperaturas constantes e este é um dos fatores que impede a floração, além disso, muitas orquídeas são acostumadas com variações de temperatura na natureza, onde o calor é mais intenso a tarde, e à noite a temperatura cai.

No Nordeste a temperatura é mais elevada e constante do que em outras regiões do Brasil, e por isso é mais dificultoso achar um lugar onde sua plantinha receba o calor e frio moderados. Mas como saber se a temperatura está muito alta ou muito baixa para a orquídea?

Caso as folhas apresentem um aspecto seco, pode ser que a temperatura esteja alta demais para a sua orquídea. Para resolver esse problema você pode colocá-la em um lugar mais aberto, que tenha uma maior circulação de ar, ou até utilizar um ventilador para refrescá-la!

Agora, se as folhas começarem a parecer mais escuras e moles, pode ser um sinal de que a temperatura está muito baixa. No Nordeste é raro a temperatura cair drasticamente, mas caso isso aconteça você pode optar por deixar sua orquídea dentro de casa até a temperatura aumentar consideravelmente.

Cultivar Orquídeas no Nordeste: A Influência da Umidade na Floração

Cultivar Orquídeas no Nordeste

Apesar de possuir três climas que variam entre as estações do ano, o que mais predomina no Nordeste é o clima Tropical Semiárido, que apresenta temperaturas em torno de 27 e 31 graus, e uma baixa umidade do ar.

Com a baixa umidade, fica difícil oferecer a sua querida orquídea um ambiente ideal para que ela floresça. Isso porque a umidade regula e otimiza os processos fisiológicos das plantinhas, permitindo sua transpiração.

A presença do ar seco e com pouca umidade aumenta o risco de aparecimento de fungos e bactérias, atrapalhando a floração. Para você que mora em uma região mais quente e seca, uma forma de resolver esse problema é usando borrifadores de água todos os dias pela manhã nas folhas da sua orquídea, ou até mesmo molhar bem o chão do local onde estão suas plantinhas, para que a água evapore e umidifique o ar.

Apesar das peculiaridades que envolvem o seu cultivo, as orquídeas são flores de personalidade que conquistam todos que se propõem a conhecer um pouco mais dessa plantinha tão especial. Se desejar saber mais informações sobre como cuidar de orquídeas de forma que elas lhe retribuam esse cuidado com lindas flores, participe do cursinho gratuito preparada por um orquidófilo amante de orquídeas.

Para receber as aulas do cursinho, informe o seu e-mail no formulário abaixo:

Previous post:

Next post: