Orquídeas Pequenas Raríssimas

Orquídeas Pequenas Raríssimas

Orquídeas Pequenas Raríssimas

Orquídeas pequenas raríssimas são orquídeas menores que o comum e acabam chamando muita atenção em meio às mais de cinquenta mil espécies de orquídeas que existem ao redor do mundo, sendo três mil e quinhentas espécies encontradas no Brasil. Por esse fato essas flores conseguem nos contemplar com sua beleza, das mais diversas maneiras. Com uma vasta variação de cores e formatos, todas as espécies, de um modo geral, são plantas bem delicadas, variando algumas coisas entre os cuidados que devem receber.

As também chamadas de mini orquídeas, precisam de uma atenção especial. Justamente por serem pequeninas, acabam se tornando mais frágeis, e por isso, todo o cuidado é pouco. Algo muito positivo das orquídeas pequenas raríssimas, é que devido ao seu tamanho, elas acabam podendo ser cultivadas em ambientes pequenos, mas é preciso sempre estar atento para ver se sua orquídea está recebendo todos os cuidados necessários.

Se desejar saber ainda mais sobre como cuidar de orquídeas, inscreva-se no cursinho gratuito do Prof. Alberto. Insira o seu e-mail abaixo para que possamos lhe encaminhar as dicas preparadas especialmente para amantes de orquídeas:

Orquídeas Pequenas Raríssimas como cuidar

Para cultivar orquídea pequena raríssima sem problemas, a primeira coisa que deve fazer é identificar qual é a sua espécie. Isso é crucial pois os cuidados variam de acordo com a espécie. Se você não souber a quantidade correta de água e sol que sua orquídea precisa receber, pode acabar fazendo com que sua amiguinha não consiga sobreviver. E esses são apenas alguns de vários fatores que precisam ser levados em conta.

Uma atenção extra é necessária se sua orquídeas pequenas for de alguma espécie rara, pois além de ter necessidades bem específicas, se algo acontecer com ela, dificilmente será possível substituí-la.

Orquídeas Pequenas Raríssimas

Esse é o caso da pleurothallis parvifolia ou pleurothallis parviflora. Essa orquídea é bastante admirada por todos os cultivadores. Ela possui apenas cinco milímetros e tem uma beleza exótica. Seu tamanho é tão pequeno que ela inclusive pode ser plantada diretamente em uma rolha. Porém, na hora que decidir criá-la, sempre é bom observar todas as opções disponíveis na hora de cuidá-la. Tendo muita atenção com o tipo de vaso a ser escolhido, o substrato, a quantidade de regas, luminosidade, entre outros. Lembrando que todos esses fatores variam de acordo com a espécie de orquídea que você possui.

Outros exemplos de orquídeas pequenas ou mini orquídeas são: isabelia pulchella, capanemia superflua, dendrochilum filiforme, gomesa recurva, oncidium sotoanum, onciudium pumilum, oncidium twinkle, paradisanthus micranthus, sophronitis cernua, dendrobium purpureum var., laelia lundii e a ornithophora radicans.

Todas as orquídeas pequenas raríssimas precisam de certos cuidados especiais para conseguirem crescer, e para isso, eu deixei um passo a passo gratuito disponível a partir do formulário abaixo, que vai te ensinar como identificar a sua espécie, e também te ajudar com os cuidados que ela vai precisar. É muito mais fácil do que parece! Para receber o passo a passo, basta que você informe o seu e-mail de contato no formulário abaixo:

Previous post:

Next post: